2

Tão velho e tão novo eu

Posted by Ponto de Vista on 23:07
De braços abertos me preparo para um salto.

Sempre nos consumimos para enterrar um passado, e proporcionalmente quanto maior ele foi  maior é o trago que damos em nossa vida. Felizmente um dia conseguimos tampar o buraco, ou por analogia, queimar a ultima ponta. E isso faz com que possamos seguir em frente, abraçar novos ideais, pular de cabeça em um abismo de novos sentimentos e prazeres.

O que ficou, já que sempre fica algo, hoje são meras lembranças em tons de cinza. O que vai ser daqui pra frente? Sei lá.. Quero viver para descobrir, quero te conhecer para sentir, quero te encontrar para sorrir. Não devemos deixar de ser quem somos por causa dos outros ou maquiar nossa cara todo dia para esconder nosso triste semblante.

Temos que nos dar oportunidades diárias para nos amarmos mais, assim do jeitinho que somos. Assim nossos jardins interiores ficarão prontos para novas borboletas. Nossa flores devem ser resistentes, pois ao chegar uma borboleta em seguida sempre virá uma lagarta... Mas a vida é assim mesmo se não suportássemos as lagartas não conheceríamos as borboletas, já dizia um jovem príncipe que tanto admiro.

Esse mundo tá cheio de beleza e prazer. Trouxa seria eu de não me dá oportunidade, pois a vida já seguiu para outro, porque não seguir pra mim também?

Tudo que dissemos ao passado marca o futuro, mas necessariamente, não garantirá presença no futuro. Promessas de amor eterno ou de nunca mais vou fazer isso é uma furada. Viver o presente e fazer dele sua promessa é o melhor caminho para a felicidade.

Hoje me encontro onde comecei a procura de um sorriso sincero fora o meu. Talvez o seu sirva, talvez nem tanto. Sei que aqueles já se foram não servem mais e os que estão por vir possa ser os melhores que virão. Mas só saberei disso se você que sorri pra mim não tiver medo que eu lhe sorria de volta.

Todos temos dores e desejos, mas permitir uma nova experiencia é tentar a permissão para uma nova felicidade. O velho pode até ser o novo desde que ele queira deixar de ser o velho. Vendo isso,
hoje eu estou aqui de braços abertos para o novo.

2 Comments


Ei!?

Estava viajando na net em pesquisa sobre relacionamentos e política (sei que é um tema estranho, mas, faz parte do caso que estou trabalhando), e por acaso, não sei nem porque ainda, achei seu blog.

Enfim, após ler alguns post's decidi comentar este.

Os relacionamentos são sempre muito complexos e precisam ser compreendidos e analisados de muitos ângulos. A pessoa amada ocupa na vida da outra, espaços muito significativos que freqüentemente preenchem carências infantis também. Por exemplo, ela pode ter representado uma figura materna de proteção, ou pode ter sido muito fraternal.


Quando uma pessoa decide finalizar uma relação, apesar de ser uma decisão pensada e que tomou com firmeza, existem aspectos inconscientes, não visíveis que ainda continuam muito presentes e provavelmente ainda muito ligados à pessoa que ocupou um lugar tão importante. Talvez a necessidade de proteção que a pessoa lhe oferecia ainda lhe faz falta. Pode existir uma intimidade que ainda não foi desenvolvida com outra pessoa.

E realmente, concordo contigo! "Esse mundo tá cheio de beleza e prazer. Trouxa seria eu de não me dá oportunidade, pois a vida já seguiu para outro, porque não seguir pra mim também?"

Muitas vezes a amizade entre o ex-casal é mantida, pelo fato de ainda existir saudades daqueles sentimentos intensos que a relação evocou na sua época de auge. A vontade de resgatar este sentimento volta em momentos de desânimo, ou de incompreensão do novo parceiro.

De outro ângulo, pode se pensar que às vezes o medo de perder o carinho e a proteção do ex- namorado, apesar de não querer continuar o relacionamento, o fazem querer mantê-lo próximo, e desta forma perpetuando alguns aspectos do relacionamento, mesmo que seja somente através de mensagens e telefonemas.

Geralmente quem mantém esse tipo de relacionamento, quer ser preenchida completamente, quando a namorado não oferece algo que ela tinha no relacionamento passado, a pessoa às vezes pode tentar procurar o ex para tentar preencher os vazios que sente.


Obrigado pelo comentário, não gosto muito dos anônimos, mas obrigado mesmo assim!

Vamos lá!

compreendo em partes os pontos, por você, observados, mas existem pessoas que acreditam em um único amor onde, não necessariamente, vamos viver ao lado dele.

Procurar o ex para preencher ou relembrar algo do passado não acredito. Se procura um ex não é pq o atual nao preenche o espaço, as vezes pode ser somente pq aquele passado é onde ficou o amor e a procura é somente para satisfazer a lacuna do amor, onde hoje é preenchido pelo atual somente por necessidade de carinho.

Legal sua busca sobre sites de relacionamentos e politica é bem legal e que seus estudos sejam proveitosos, mas lembre-se nem sempre devemos aprender a ser ou saber algo, existem coisas que a racionalidade não explica.

Postar um comentário

Todos temos um ponto de vista sobre tudo, anonimos já não tem. Não tenham medo ou vergonha de deixar seu ponto de vista. Mas vocês sempre responderão por tudo aquilo que pensam. Assim deve ser.

Copyright © 2009 Ponto de Vista All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates