1

Adormecer eterno das pálpebras.

Posted by Ponto de Vista on 17:10 in
         Eufemismos existem aos montes para traduzir a morte. Porém, a passagem é algo bastante complexo para se entender, de modo que várias religiões, seitas, cultos, organizações, grupos e outras subcategorias místico-filosóficas tentam clarear esse denso nevoeiro que é a morte para seus seguidores. Aqui tratarei meu modo de encarar essa transição.


         Todos quando nascemos temos um prazo de validade, isso nos permite uma renovação do aprendizado e uma evolução do modo que encaramos a vida. Nascemos para aprender, ensinar, ser e fazer feliz. Vivemos com o propósito de contribuir para o universo que nos recebe e quando morremos deixamos um vazio, uma lacuna, que um dia será preenchido por outro ser mais evoluído. Esse vazio deixado é que provoca a dor no coração daqueles que respeitavam e amavam sua existência. Dor que se manifesta a principio em confusão e indignação da não aceitação desse processo natural da vida. Passando essa fase essa dor vem à fase de conformação que recebe o nome de saudade, pois, já é aceito o processo natural de renovação. O carinho, o amor, o respeito se misturam com a conformação e daí então teremos as mais doces lembranças daqueles que nos deixou nesse plano. A fase das lembranças é a mais duradoura e confortante que podemos ter.
         Mas, o que vem após a morte? Para alguns é simplesmente como se apagasse a luz sua consciência deixaria de existir, outros acreditam no paraíso eterno, tem a corrente da reencarnação imediata e da não imediata. Fato é que muitas outras respostas para essa pergunta existem e eu acredito na reencarnação após um processo de comunhão (aprendizado) com a consciência superior. Esse processo de comunhão é equivalente o céu, lugar onde poderei aprimorar mais minha essência para um dia poder retornar a vida terrena aqui no planeta terra ou em qualquer outro lugar onde exista vida mais evoluída, afim, de aprender e ensinar.

         A morte é algo bem pessoal e egoísta que pode existir já que não pedimos licença e nem autorização, não perguntamos se alguém vai sentir saudade ou se vai sofrer. Só morremos! Morremos por nosso próprio decreto ou por chegar a nossa hora que segundo o cara lá em cima determinou. Respeitar todas as outras ideologias sobre a morte é algo muito importante já que tudo isso é um processo de fé e acreditar no se convém e descobrir de alguma forma que se estar errado se torna algo importante e de grande evolução do ser.

1 Comments


Concordo! Amei o texto.Confortante!!
Todos temos o nosso tempo e quando chega a nossa hora,não tem jeito.Já cumprimos o nosso dever e é hora de ir para o plano superior aperfeiçoar nosso aprendizado e dá-lo continuidade de forma diferente.
A dor nos invade,saudades sentimos,lembranças ficam..mas com o passar do tempo...aceitamos a ida dos nossos entes queridos...pois é algo natural e faz parte do ciclo da vida.Mas os amaremos eternamente!

Postar um comentário

Todos temos um ponto de vista sobre tudo, anonimos já não tem. Não tenham medo ou vergonha de deixar seu ponto de vista. Mas vocês sempre responderão por tudo aquilo que pensam. Assim deve ser.

Copyright © 2009 Ponto de Vista All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates